Há 3 meses, grávida denuncia foco de aedes em apartamento de deputado na orla de Piedade



Varanda do apartamento acumula água da chuva e é local propício para proliferação do mosquito Aedes aegypti / Foto: Adriana Moura/Cortesia

Um apartamento fechado tem causado dor de cabeça a uma moradora da orla de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife, há mais de três meses. A publicitária Adriana Moura, moradora do 12º andar do edf. El Dorado, está grávida de 41 semanas (9 meses) e ficou desesperada ao se deparar com a varanda do imóvel vizinho com água parada, local bastante propício para a proliferação de foco de mosquitos, entre eles o da espécie Aedes aegypti - responsável por transmitir zika, dengue e chicungunha. "Há várias poças d'água por causa de um vazamento hidráulico, e, quando chove, a água empoça novamente", explica a publicitária. O dono do apartamento em questão é o deputado federal Wellington Roberto (PR-PB). "Como ele trabalha em Brasília, é muito difícil falar com ele. Meu contato direto é com as assessoras dele."
Além da dificuldade em contactar o dono da residência, a denúncia aos órgãos públicos é bastante burocrática. Adriana conta que procurou o Ministério da Saúde, através do número da ouvidoria geral do SUS (136), que solicitou que ela entrasse em contato diretamente com a Prefeitura de Jaboatão. "A prefeitura disse que seriam 30 dias úteis para que um agente sanitário fosse fazer a inspeção no local. Foram quase dois meses até uma profissional deles vir aqui ontem (5)", explica Adriana, que ainda vai ter que esperar mais.

A assessoria de comunicação da Prefeitura de Jaboatão informou que um relatório com a situação do apartamento foi feito, e o Município tem até três tentativas para contactar o proprietário do imóvel. Caso ele não seja localizado, os agentes têm autorização para abrir o apartamento e fazer a limpeza, além de notificar o proprietário com uma multa.
Adriana Moura busca solução para problema dos mosquitos Adriana Moura busca solução para problema dos mosquitos Foto: Adriana Moura/Cortesia
O NE10 tentou entrar em contato com o deputado Wellington Roberto, que não estava disponível. O filho dele, Bruno Roberto, afirmou que vai enviar uma equipe para realizar uma nova limpeza no apartamento na semana que vem. "Não sei se o pessoal que fez a limpeza viu que havia infiltração lá. Vamos tentar solucionar o problema e, se for o caso, a gente repara os danos", afirmou Bruno Roberto.

CUIDADO REDOBRADO Adriana conta que redobrou a atenção com a gravidez para não ser picada pelo mosquito Aedes aegypti. "Eu passo o dia de repelente. Também comprei uma raquete que mata mosquito e observo bastante cada mosquito que vejo. É desesperador porque posso ter o bebê a qualquer momento. O quarto dele é bem próximo à varanda que está com o foco do aedes", afirma a gestante.
Anterior Proxima Página inicial