Música, bolo gigante e folia na festa de Olinda e Recife

Frevo, maracatu, coco e caboclinho foram a trilha sonora da festa de 481 anos de Olinda. Reunidas no Alto da Sé, na Cidade Alta, centenas de pessoas, entre moradores e turistas, celebraram o aniversário da cidade. O  clima carnavalesco também foi o destaque da festa de 479 anos do Recife. Muita gente esteve no Centro, como num dia de folia.
Maria Clara no aniversário de Olinda-Recife (Foto: Bruno Marinho) Dama do passo do Maracatu Várzea do Capibaribe, Maria Clara Ferreira, de 26 anos, não escondia a emoção e empolgação de participar das comemorações do aniversário de Olinda pela primeira vez. "Essa cidade tem um clima diferente, as pessoas são mais carismáticas. É um presente poder me apresentar no dia em que Olinda completa idade nova", conta.
Aproveitando as férias em Porto de Galinhas, no Litoral Sul de Pernambuco, o casal mineiro Laís Sena e José Pires, ambos com 29 anos, não pensou duas vezes em vir conhecer Olinda ao descobrir que era aniversário da cidade.
"Se soubesse que a cidade era tão bonita assim, já teria vindo antes", revela a advogada. "Valeu a pena trocar um dia de praia para participar da comemoração do aniversário, pois a cidade é incrível", diz o bancário,  que estava acompanhado pelo filho Luca, de 9 anos.

Após o corte do bolo, de 481 quilos,  com o tema do Carnaval deste ano ("Circo de Alceu"), as comemorações continuaram com apresentações musicais no palco montado em frente à Prefeitura de Olinda. Coral Encanto de Olindão, Grupo Cultural Brincante Popular, Ylê de Egbá, Combo X, Derico Alves, Trepidants e Reginho se apresentam na festa de aniversário da Marim dos Caétes.
Aniversário Olinda-Recife (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)
Aniversário Olinda-Recife (Foto: Bruno Marinho)Recife
Ponto alto das comemorações do aniversário de 479 anos da capital pernambucana, o tradicional corte de bolo atraiu centenas de pessoas ipara a Praça do Arsenal da Marinha, no Bairro do Recife, neste sábado (12). Uma grande fila se formou para a distribuição das 3,5 mil porções individuais do doce de 400 quilos.

E o primeiro pedaço foi para as mãos de Ivone Silva, de 50 anos, que chegou ao local ao meio-dia. "Venho todo ano, pois adoro comemorar o aniversário da minha cidade. E vale a pena ficar esperando no sol esse tempo todo, pois o bolo está sempre uma delícia", afirma.

Na longa fila, quem chamava a atenção era o funcionário público Robélio Casé, de 64 anos. Ele erguia um cartaz parabenizando em mandarim a cidade onde mora. "Adoro vir prestigiar o aniversário da minha cidade e, neste ano, fiz uma homenagem com esse cartaz onde escrevi parabéns em chinês, pois estou aprendendo agora", explica antes de revelar o que mais gosta na capital pernambucana: "As praias e o casario antigo do Bairro do Recife".

Aniversário Olinda-Recife (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)
Sem coragem para encarar a fila, o casal de turistas de Cuiabá, Leandro Kohlhase e Tatiane Ojeda, preferiu acompanhar a apresentação da Gigantes do Samba. "Nosso guia turístico comentou que hoje era o aniversário do Recife, então viemos conferir a festa e estamos adorando. A cultura pernambucana é muito rica", destaca a auxiliar administrativa de 30 anos. Sobre o local preferido da capital pernambucana, o analista de 29 não titubeia: "Adoramos as praias, pois onde moramos só tem rio".

Ao som da bateria da escola de samba recifense, moradores da capital pernambucana e turistas entoaram o parabéns. No palco, junto ao bolo, o prefeito Geraldo Julio celebrou os 479 anos da cidade  acompanhado de secretários municipais. Homenageado no Carnaval do Recife deste ano, o Maracatu Nação Porto Rico também se apresentou na festa e fez homenagem a Naná Vasconcelos, falecido na quarta-feira (9) vítima de um câncer de pulmão.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial