Idosa é encontrada e número de mortos pela chuva chega a 24 em SP

O Corpo de Bombeiros anunciou que encerrou os trabalhos de resgate em Mairiporã e que deixa o monitoramento do local com a Defesa Civil.
 
Neste domingo (13), os bombeiros encontraram outros quatro corpos de vítimas do desabamento em Mairiporã, sendo um adulto, um adolescente, uma criança e um bebê.
As mortes causadas por deslizamentos e enchentes ocorreram nas cidades de Itatiba (2), Francisco Morato (8), Mairiporã (10), Franco da Rocha (1), Itapevi (2), Guarulhos (1) e Cajamar (1).
Bombeiros buscam vítimas em Mairiporã (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros de SP) No meio da tarde do sábado (12), os cães farejadores sinalizaram um local e os bombeiros concentraram as escavações em um sobrado que foi soterrado por 35 toneladas de lama. Não é possível entrar com máquinas no local, por isso os bombeiros retiraram a terra e os escombros manualmente. Três famílias viviam na residência. Seis pessoas conseguiram escapar.
Outras 24 pessoas ficaram feridas por causa de deslizamentos e enchentes. Ao todo, 3 mil moradores estão desalojados e outros 1.061 desabrigados.

A presidente Dilma Rousseff se reuniu com prefeitos de Franco da Rocha, Francisco Morato e Mairiporã. Também participaram da reunião o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e os ministros da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva, e da Secretaria de Governo, Ricardo Berzoini. Ela sobrevoou de helicóptero as regiões atingidas pelas enchentes.
Sobre a chuva, Dilma anunciou que o governo federal vai liberar um cartão para prefeitos das cidades da Grande São Paulo atingidas pela chuva da madrugada de sexta-feira. O cartão para gastos imediatos será para prefeituras que tiveram o estado de emergência homologado. As famílias de áreas de riscos desses municípios terão prioridade no programa Minha Casa e Minha Vida, segundo a presidente.
"Nós liberamos, a partir do reconhecimento do estado de emergência, um cartão para o prefeito fazer os pagamentos menores mediante comprovação", disse. A presidente ainda afirmou que as famílias em áreas de risco dessas cidades atingidas terão prioridade no Programa Minha Casa Minha Vida.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial